Bruno Nassy e Thiago – Fígado de Aço

Bruno Nassy e Thiago - Fígado de Aço

Bruno Nassy e Thiago – Fígado de Aço

Letra:

Declaro que a partir de hoje acaba o choro
Declaro que a partir de hoje é só rolo
Eu já perdi as rédeas da situação
Pega descendo que subindo é contra-mão
Declaro que a partir de hoje é piseiro
Declaro que a partir de hoje to sem freio
Tô aceitando contive até pra batizado
Formatura, casamento e aniversário
Se tiver cachaça eu vou, eu vou, eu vou, eu vou ouuu
É só me chamar que eu vou
Juízo no mudo, volume no talo
Coração de gelo, fígado de aço
É hoje, que eu vou da trabalho
Juízo no mudo, volume no talo
Coração de gelo, fígado de aço
É hoje, que eu vou dar trabalho

Declaro que a partir de hoje acaba o choro
Declaro que a partir de hoje é só rolo
Eu já perdi as rédeas da situação
Pega descendo que subindo é contra-mão
Declaro que a partir de hoje é piseiro
Declaro que a partir de hoje to sem freio
Tô aceitando contive até pra batizado
Formatura, casamento e aniversário
Se tiver cachaça eu vou, eu vou, eu vou, eu vou ouuu
É só me chamar que eu vou
Juízo no mudo, volume no talo
Coração de gelo, fígado de aço
É hoje, que eu vou da trabalho
Juízo no mudo, volume no talo
Coração de gelo, fígado de aço
É hoje, que eu vou dar trabalho