Edson e Vinicius – Malzinho de Leve

Edson e Vinicius - Malzinho de Leve

Edson e Vinicius – Malzinho de Leve

Letra:

Vou te jogar uma praga
Se você não me der um beijo
Mas não se sinta obrigada,
É que eu fico de cara
Sempre que eu te vejo

Te desejo um malzinho de leve,
Tomara que o lacre do refrigerante caia dentro da latinha
Que o canudo do seu todinho afunde na caixinha
Eu amo a sua cara de bravinha
Você fica linda com raivinha

Tomara que sua calça jeans
Seu feiche éclair não feche
Que você perca a ponta do durex
Mais isso tudo você pode evitar
Sua sorte muda, quando você me beijar

Vou te jogar uma praga
Se você não me der um beijo
Mas não se sinta obrigada, é que eu fico de cara
Sempre que eu te vejo

Te desejo um malzinho de leve, só um malzinho
Tomara que o lacre do refrigerante caia dentro da latinha
Que o canudo do seu todinho afunde na caixinha
Eu amo a sua cara de bravinha
Você fica linda com raivinha

Tomara que sua calça jeans
Seu feiche éclair não feche
Que você perca a ponta do durex
Mais isso tudo você pode evitar
Sua sorte muda, quando você me beijar

Tomara que o lacre do refrigerante caia dentro da latinha
Que o canudo do seu todinho afunde na caixinha
Eu amo a sua cara de bravinha
Você fica linda com raivinha

Tomara que sua calça jeans
Seu feiche éclair não feche
Que você perca a ponta do durex
Mais isso tudo você pode evitar
Sua sorte muda, quando você me beijar

Mais isso tudo você pode evitar
Sua sorte muda, quando você me beijar