Luan Estilizado – Afogado No Álcool

Luan Estilizado - Afogado No Álcool

Luan Estilizado – Afogado No Álcool

Letra:

Minha cama virou a calçada de um bar
Eu to largado assim já faz um tempo
E se eu voltar pra casa ela não vai estar lá
Então é melhor continuar bebendo

Igual uma cobra de laboratório, to vivendo afogado no álcool
Aqui o sofrimento é alto
O senhorzinho do boteco
Toda vez que eu bate no balcão me traz um litro aberto

Desce querosene, nem que eu me lasque
Hoje eu bebo puro e tiro o gosto com saudade
Desce querosene,assumo as consequências
Hoje bateu no teto o meu nível de carência

Desce querosene, nem que eu me lasque
Hoje eu bebo puro e tiro o gosto com saudade
Desce querosene,assumo as consequências
Hoje bateu no teto o meu nível de carência

Minha cama virou a calçada de um bar
Eu to largado assim já faz um tempo
E se eu voltar pra casa ela não vai estar lá
Então é melhor continuar bebendo

Igual uma cobra de laboratório, to vivendo afogado no álcool
Aqui o sofrimento é alto
O senhorzinho do boteco
Toda vez que eu bate no balcão me traz um litro aberto

Desce querosene, nem que eu me lasque
Hoje eu bebo puro e tiro o gosto com saudade
Desce querosene,assumo as consequências
Hoje bateu no teto o meu nível de carência

Desce querosene, nem que eu me lasque
Hoje eu bebo puro e tiro o gosto com saudade
Desce querosene,assumo as consequências
Hoje bateu no teto o meu nível de carência